Sindilojas RioTelefone
   
 
Novidades
Busque no site
 
 
CapaSindilojas RioCentral do AssociadoServiçosConvêniosInformaçõesRevistaImprensaContato
Capa
 
Informações      
Mural
Notícias
Perguntas Frequentes
Downloads
Links Úteis
 
24/03/2020
Fechamento do Comércio da Cidade do Rio de Janeiro
 

O Sindicato dos Lojistas do Comércio do Município do Rio de Janeiro - SindilojasRio e o Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro - CDLRio, que representam, juntos, mais de 30 mil estabelecimentos comerciais, apoiam a determinação da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, de fechar o comércio, a partir desta terça-feira, 24 de março, para conter o avanço da pandemia de coronavírus.

Acreditamos que esta medida drástica é essencial para tentar diminuir a velocidade do contágio pelo coronavírus e, assim, preservar vidas.

Neste grave momento que o País atravessa, o SindilojasRio e o CDLRio, solidariamente, se unem aos esforços que visam ao combate contra o coronavírus, priorizando a saúde da população, sem deixar de lado, no entanto, a defesa do comércio do Rio de Janeiro que já sofre, há mais de um ano, com sucessivos resultados negativos.

Considerando os efeitos negativos sobre a economia da Cidade do Rio de Janeiro, que advirão da pandemia de Covid-19 causada pelo coronavírus, torna-se urgente a construção de estratégias e soluções que protejam a atividade comercial e minimizem o impacto que o fechamento irá provocar. Tais como a falta de liquidez para as empresas lojistas contribuintes, que deverão honrar o pagamento dos salários de seus empregados e dos impostos, de fornecedores e outras despesas.

Com esta perspectiva, além de participar de reuniões que vêm sendo realizadas para discutir a situação, o SindilojasRio e o CDLRio encaminharam ofício ao governador do Estado, Wilson Witzel, pleiteando a suspensão do pagamento de ICMS por 120 dias e, também, a criação de uma linha de crédito especial que possibilite aos lojistas honrar pagamentos aos fornecedores e empregados, e relativos a aluguéis e condomínios, diante da previsão apresentada pelos órgãos de Saúde de que o quadro tende a agravar-se nos próximos meses. Documento semelhante foi encaminhado ao prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, pleiteando a suspensão da cobrança de IPTU e ISS.

Em conjunto com outras entidades – Associação dos Joalheiros e Relojoeiros do Estado do Rio de Janeiro (AjoRio), Sindicato de Bares e Restaurantes (SindRio) e Polo Saara, com o apoio do Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Rio de Janeiro (CRC-RJ) e do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Estado do Rio de Janeiro (Sescon-RJ), o SindilojasRio e o CDLRio encaminharam documento reivindicando a redução de tarifas e a flexibilização das datas de vencimento/pagamento, pelo tempo que perdurarem as medidas restritivas implementadas pelas diferentes esferas do poder público, às concessionárias de serviços que atendem o Rio de Janeiro, como Light S.A.; Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro – CEDAE; Naturgy Energy Group S.A.; Tim Brasil; Oi S.A.; Telefônica Brasil S/A – Vivo; Claro Telecom Participações S.A; e Claro S.A - NET.

Por fim, diante da determinação de fechamento do comércio de rua, iremos pleitear, também, perante as autoridades competentes, o necessário aumento do efetivo de policiais militares, guardas municipais e agentes dos programas de Segurança vigentes para reforçar a Segurança Pública nas ruas do Rio de Janeiro.

Estão excluídos da determinação lojas de equipamentos médicos e ortopédicos, farmácias, supermercados e hortifrutis, padarias, pet shops e postos de gasolina (neste caso, lojas de conveniência devem fechar). Os shoppings permanecem fechados, funcionando apenas os estabelecimentos de alimentação, mas apenas com serviço de entregas, sem atendimento presencial.

Um dos principais pilares da economia, o comércio responde por cerca de 10% do PIB fluminense e por mais de 850 mil postos de trabalho. Proteger o comércio, em particular as empresas lojistas de pequeno e médio portes, significa, acima de tudo, neste momento de incertezas, evitar a falência dos negócios e proteger os empregos, impedindo o colapso social e econômico do nosso estado já tão combalido.

 
Aldo Carlos de Moura Gonçalves
Presidente do SindilojasRio e do CDLRio
 
 
Voltar
 
Contribuições
Obrigações do Mês
Associe-se
Convênios
 
Revista
 
 
         
 
   
Sindilojas Rio
Telefone

Rua da Quitanda, 3 - 10º, 11º e 12º andares
Centro Rio de Janeiro RJ
CEP 20011-030