Sindilojas RioTelefone
   
 
Novidades
Busque no site
 
 
CapaSindilojas RioCentral do AssociadoServiçosConvêniosInformaçõesRevistaImprensaContato
Capa
 
Informações      
Mural
Notícias
Perguntas Frequentes
Downloads
Links Úteis
 
03/04/2019
Segurança e Saúde do Trabalhador no eSocial
 
 A partir de julho deste ano, o 1º grupo de empresas do eSocial deverá fornecer informações sobre segurança e saúde dos seus trabalhadores na plataforma do Sistema de Escrituração Digital das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas - o eSocial.

O SindilojasRio oferece os serviços de PPRA, PCMSO, ASO, LTCAT, PPP e Treinamento de Designado de CIPA. Os exames médicos podem ser realizados em cinco locais diferentes: Centro, Copacabana, Barra da Tijuca, Campo Grande e Madureira. As informações contidas nestes documentos deverão ser informadas no sistema. Esteja preparado e evite multas.

Mais informações com o setor de PCMSO pelo telefone 2217-5074.
 
 
 
03/04/2019
Comunicado sobre a data-base da categoria
 
 O SindilojasRio relembra que a data-base da categoria do comércio varejista é 1º de maio. Tal mudança ocorreu na Convenção Coletiva de Trabalho de Reajuste Salarial do ano passado (2018) assinada juntamente com o Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro.
 
 
 
02/04/2019
SEFAZ/RJ dispõe sobre arrecadação de tributos e demais receitas
 
 
Foi publicado, no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro de quinta-feira (28.03.19), a Resolução SEFAZ nº 23 de 27 de março de 2019. A norma em questão traz em seu texto uma série de informações referentes a aspectos administrativos na arrecadação tributária. No que diz respeito ao contribuinte, a Resolução apresenta os Documentos de Arrecadação de Tributos e Outras Receitas Estaduais, em seu artigo 5º. A seguir, serão elencados os documentos mencionados pela norma:

O Documento De Arrecadação Do Estado Do Rio De Janeiro - DARJ, é destinado ao recolhimento de tributos estaduais e outras receitas devidas ao Estado do Rio de Janeiro. O DARJ deverá ser gerado com código de barras padrão FEBRABAN no: Portal de Pagamentos da SEFAZ na Internet (www.fazenda.rj.gov.br/pagamento), para débitos não inscritos na Procuradoria da Dívida Ativa do Estado do Rio de Janeiro; Portal da Procuradoria da Dívida Ativa do Estado do Rio de Janeiro na Internet (http://www.dividaativa.rj.gov.br/), para débitos inscritos na Dívida Ativa do Estado do Rio de Janeiro. Deverão ser emitidas duas vias do DARJ: uma para o contribuinte e a outra para o agente arrecadador.

A Guia Nacional De Recolhimento De Tributos Estaduais - GNRE, é destinada ao recolhimento do ICMS e do adicional do ICMS destinado ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza e às Desigualdades Sociais - FECP, devidos ao Estado do Rio de Janeiro, nas hipóteses a seguir: quando retidos por contribuinte ou substituto tributário estabelecido em outra Unidade da Federação; quando incidentes na importação de mercadoria estrangeira, quando o desembaraço aduaneiro ocorra fora do Estado do Rio de Janeiro; quando incidente na venda de mercadoria destinada a consumidor final não contribuinte do ICMS domiciliado no Estado do Rio de Janeiro; e em outras hipóteses previstas na legislação do ICMS. A GNRE deverá ser gerada exclusivamente pelo Portal de Pagamentos da SEFAZ na Internet (www.fazenda.rj.gov.br/pagamento), com código de barras padrão FEBRABAN, e seu pagamento deverá ser efetuado nos Agentes Arrecadadores autorizados a receber este documento. Ela será emitida em três vias, sendo uma para o contribuinte, outra para o agente arrecadador, e a outra deverá acompanhar o transporte da mercadoria, se obrigatório.

A Guia Para Recolhimento De Débitos - GRD, é destinada ao recolhimento ordinário do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores – IPVA, compete à Instituição Centralizadora gerar a GRD, na forma de boleto bancário, através de seu Portal Eletrônico na Internet. Para pagamento da GRD, o agente arrecadador poderá disponibilizar, a seu critério, serviços de autoatendimento, home e office banking e outros. A GRD será gerada na forma de boleto de cobrança, que poderá ser pago em qualquer agência bancária localizada em território nacional, inclusive de banco não integrante da Rede Arrecadadora da SEFAZ.

Fonte: Fecomércio/RJ

 
 
 
02/04/2019
Confiança do comércio atinge menor nível desde outubro de 2018
 
 O Índice de Confiança do Comércio, elaborado pelo Instituto Brasileiro de Economia (FGV IBRE), recuou 3,2 pontos em março, passando de 100 para 96,8 pontos. É o menor valor desde outubro de 2018 (94,4 pontos).

O índice acumula uma perda de 8,3 pontos nos últimos três meses, 53% da recuperação do setor no período entre outubro e dezembro de 2018. Em médias móveis trimestrais, o indicador cedeu 2,8 pontos, após seis meses de altas consecutivas.

"Os primeiros resultados da confiança do comércio em 2019 sugerem certa frustração e cautela dos empresários com o andamento do ritmo das vendas. As quedas dos índices, tanto de situação atual quanto de expectativas, reforçam o cenário de lenta recuperação do setor influenciado pelo elevado nível de incerteza e do arrefecimento da confiança dos consumidores", avalia Rodolpho Tobler, coordenador da Sondagem do Comércio da FGV IBRE.

Em março, a confiança caiu em 9 dos 13 segmentos e foi influenciada tanto pela piora da percepção dos empresários com relação ao momento presente quanto das expectativas. O Índice de Situação Atual (ISA-COM) caiu 4,2 pontos, para 89 pontos, menor valor desde maio de 2018 (88,9). Já o Índice de Expectativas (IE-COM), recuou 2,2 pontos, ao passar de 106,8 pontos para 104,6 pontos, patamar próximo ao observado em novembro de 2018 (104,8).

Resultado trimestral

Com os resultados de março, o Índice de Confiança do Comércio médio do trimestre voltou a fechar em alta em relação ao trimestre anterior, porém em ritmo muito abaixo do observado ao final de 2018. Vale ressaltar que a alta no trimestre decorre apenas da melhora do Índice de Expectativas. A queda do ISA-COM no trimestre e a recente calibragem nas expectativas sugerem que o ritmo de vendas não tenha ocorrido como era esperado para o 1º trimestre de 2019 e a velocidade da recuperação do setor deve se manter lenta.

A edição de março de 2019 coletou informações de 849 empresas entre os dias 1 e 26 deste mês. A próxima divulgação da Sondagem do Comércio ocorrerá em 26 de abril.

Fonte: Jornal Destak
 
 
 
01/04/2019
Projeto concede benefícios tributários a empresas que contratarem mães
 
O Projeto de Lei 645/19 concede benefícios tributários a empresas que contratem trabalhadoras que sejam mães de crianças de até 14 anos de idade. A proposta tramita na Câmara dos Deputados.

O texto prevê a redução em 50% da contribuição previdenciária a cargo das empresas incidente sobre a remuneração dessas trabalhadoras. Além disso, permite que as empresas deduzam do imposto de renda o valor pago a essas trabalhadoras a título de reembolso dos gastos com creche com crianças de até 6 anos.

Pela proposta, esse benefício valerá até o exercício de 2024, ano-calendário de 2023. Ambos os benefícios valerão para empresas que apurem o imposto de renda com base no lucro real.

Discriminação

“Em muitos casos, verifica-se ainda grande discriminação no mercado de trabalho, com empresas impondo o pré-requisito de que não sejam mães as candidatas à vaga de emprego”, argumenta o autor da proposta, deputado Vander Loubet (PT-MS).

O objetivo do parlamentar é “incentivar as empresas a contratar mulheres com filhos pequenos, diminuindo assim a desigualdade de gênero que ainda se verifica na ocupação de postos de trabalho no País”.

Tramitação

O projeto será analisado, conclusivamente, pelas comissões de Defesa dos Direitos da Mulher; de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Camara
 
 
 
Página: « 2 3 4 5 6 7 8 9 10 »
 
Contribuições
Obrigações do Mês
Associe-se
Convênios
 
Revista
 
 
 
         
 
   
Sindilojas Rio
Telefone

Rua da Quitanda, 3 - 10º, 11º e 12º andares
Centro Rio de Janeiro RJ
CEP 20011-030