Sindilojas RioTelefone
   
 
Novidades
Busque no site
 
 
CapaSindilojas RioCentral do AssociadoServiçosConvêniosInformaçõesRevistaImprensaContato
Capa
 
Sindilojas Rio      
Diretoria
Quem Somos
Princípios
Bandeiras
Mensagem do Presidente
Categorias Representadas
Associe-se
 
Todos contra o roubo de cargas

Muitos são os entraves à retomada do desenvolvimento econômico em nosso estado e em todo o país. Dentre eles, destaca-se o roubo de cargas, que aumentou 86% nos últimos seis anos, causando prejuízos em torno de R$ 6,1 bilhões e colocando o Brasil, em uma lista com 57 países, como o oitavo mais perigoso para o transporte de cargas no mundo, atrás apenas de países envolvidos em guerra e conflitos civis, como Síria, Yemen, Líbia, Afeganistão, Sudão do Sul, Somália e Iraque. Em 2016 houve uma explosão do crescimento deste crime em relação ao ano anterior. Em 44 dias, o número total de roubos de cargas no Brasil foi o mesmo que o registrado nos Estados Unidos e Europa, juntos, em um ano inteiro. São Paulo e Rio de Janeiro representam 87,8% dos registros de 2016.

De produtos alimentícios e bebidas a eletroeletrônicos, passando por itens de higiene e beleza, remédios, peças de vestuário, acessórios e outros, o roubo de carga prejudica vários segmentos da indústria e do comércio e provoca um nocivo efeito em cadeia: os estados deixam de arrecadar impostos, devido à comercialização clandestina das cargas roubadas, e os custos extras acabam transferidos para o consumidor final. Além destes aspectos, da perda de competitividade e da imagem altamente negativa do país, que afasta investimentos, é importante ressaltar outro fato alarmante: o aumento da violência, já que o roubo de cargas serve, também, para financiar o tráfico de drogas e armas. 

Estes dados vergonhosos, que fazem parte do estudo “O impacto econômico do roubo de cargas no Brasil”, realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro – Firjan, denotam a gravidade do problema, que exige a atenção e, principalmente, a ação firme e coordenada dos três níveis de governo – municipal, estadual e federal – incluindo segmentos representativos da sociedade, para combatê-lo. 

Com esta perspectiva, a Firjan lançou o Movimento Nacional Contra o Roubo de Cargas, no dia 16 de março. Uma iniciativa à qual se unem mais de 80 entidades de classe e empresariais de todo o país, aí incluídos o SindilojasRio e o CDLRio, que visa à aprovação de leis mais rigorosas para combater e inibir o roubo de cargas e à ampliação das ações de repressão e fiscalização, atingindo todos os elos da cadeia que este crime alimenta, inclusive o comércio ambulante de produtos roubados. Por tudo isso, a mobilização nacional para o enfrentamento deste problema será decisiva. 

Considerando esta e tantas outras questões que afetam o desenvolvimento e o crescimento de nossas empresas, e, consequentemente, toda a sociedade, cabe ressaltar a importância cada vez maior do associativismo. Atravessamos tempos difíceis que exigem uma atuação assertiva e permanente nos diferentes fóruns de discussão e decisão. Assim, buscando sempre o fortalecimento e a defesa dos interesses do empresariado lojista, é com esta premissa que o SindilojasRio e o CDLRio trabalham. Juntos, somos mais fortes!


 
 
 ALDO CARLOS DE MOURA GONÇALVES
Presidente do SindilojasRio e do CDLRio
 

 
Contribuições
Obrigações do Mês
Associe-se
Convênios
 
Revista
 
 
         
 
   
Sindilojas Rio
Telefone

Rua da Quitanda, 3 - 10º, 11º e 12º andares
Centro Rio de Janeiro RJ
CEP 20011-030